terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Saudades de nosso pai...

Natal e fim de ano sempre foram momentos mágicos em nossa família! Doze irmãos, Papai, Mamãe e Tia Ilda: um momento para reviver a alegria simples da fé e da esperança. Figura sempre carismática, papai sempre era a figura central destes momentos de família.

Neste ano, saudade bateu forte e meu irmão Lysias escreveu uma poesia. Rebuscando as poucas fotos que sobreviveram às inúmeras mudanças, montei o vídeo.

Para a família e todos que o conheceram, um pouco para matar a saudade!

video

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Dilma, a reacionária do meio ambiente

Tem horas que um erro fala mais de nossas intenções do que nossos acertos, do que as palavras bem pensadas... Dilma Roussef cometeu a gafe de afirmar em Copenhague durante a naufragada COP15:

" ... o meio ambiente é, sem dúvida nenhuma, uma ameaça ao desenvolvimento sustentável e isto significa que é uma ameaça pro futuro do nosso planeta e dos nossos países..."

Esta frase, junto com os enormes embaraços criados pela sua inexperiência no tema meio-ambiente em Copenhague demonstram uma enorme imaturidade para o poder.

A questão não é a gafe em si, mas a opção por ser porta-voz daqueles a quem não interessa pensar soluções ecológicas que sejam economicamente viáveis. Colocar a questão do meio ambiente em oposição ao desenvolvimento é optar por estar do lado dos desenvolvimentistas a todo custo. Isto me lembra o governo militar. Dilma e Delfim Netto! Quem diria... Mesma cabeça!

Mãe do PAC, madastra do meio ambiente!

(A alcunha não é minha. Achei no blog anônimo Jogo do Poder...)

Veja o vídeo do Blog MiriamLeitao.com:


video

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O Natal de Richard Dawkins

Richard Dawkins não possui nada em comum com Einstein! É um cientista de renome, que hoje se projeta mais como Ativista do Ateísmo do que pelos seus conhecimentos de Zoologia, ciência onde se notabilizou. Possui uma língua afiada, mas um raciocínio trôpego. Em uma recente palestra ele resumiu a maior descoberta da Física da segunda metade do século 20 sem lhe dar a devida atenção. Talvez pelo seu parco conhecimento de Física.

A constatação de que as constantes físicas do Universo estão calibradas para a existência da Vida Humana como nós a conhecemos é, na minha opinião, a grande realização da Física da segunda metade do século passado. Entretanto, posso contar nos dedos os Físicos que estudam ou compreendem o seu significado.

Tudo começou com a constatação de uma ressonância entre níveis de energia do núcleo de Carbono. Em 1953, o astrofísico Alfred Hoyle previu a existência de um nível excitado de energia em exatos 7,65 MeV. Seu argumento era de que, caso não houvesse este nível de energia, não haveria uma ressonância que favorece a formação de Carbono no interior das estrelas e não haveria a formação de Carbono suficiente no Universo para possibilitar a existência da vida. Alguns anos depois este nível de energia foi verificado experimentalmente.

O que tem maior importância filosófica é o fato de que este nível é função de algumas constantes físicas fundamentais, como a velocidade da Luz, a constante de Planck e a carga do elétron. Assim, estamos diante do fato estarrecedor de que as constantes físicas do Universo em que vivemos conspiram para a existência do homem. O Universo estava, em sua criação, preparado para a vida.

Muitas outras coincidências foram posteriormente constatadas. Richards Dawkins as cita em sua palestra e conclui, ridicularizando: “e então os cristãos querem crer que quem ajustou estes parâmetros na criação do Universo nasceu como homem para os salvar...”

Neste ponto Richard Dawkins está certo. Este é na verdade o significado do Natal! Segundo o Evangelho de João: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória...”. Não acreditar é sempre uma possibilidade em aberto, mas nunca uma necessidade imposta pela Ciência atual. A atitude de Einstein de “estar maravilhado” diante dos mistério de nosso Universo é mais coerente com a honestidade intelectual de um cientista do que a atitude arrogante de Richard Dawkins.

Einstein, Deus e a existência do Mal

Einstein foi, além de um cientista brilhante, um ser humano extraordinário! Não era o "crente" que muitos gostariam, mas seguramente estava longe de ser um ateu! Na verdade, um de seus biógrafos nota como ele sempre tratou com mais respeito a inocência da fé, do que a arrogância do ateísmo.

Não consegui comprovar a autenticidade deste diálogo atribuido a Einstein. Mas, em sua infância e adolescência Einstein possuia um fervor religioso que bem poderia ter gerado a situação do vídeo a seguir.

Tradução do Alemão:
  • Então agora vamos demonstrar que, se Deus existe, Ele é mau. Deus criou tudo que existe? Se Deus criou todas as coisas, ele criou também o mal. Isto significa que Deus é mau.
  • Senhor professor, o frio existe?
  • Que pergunta? Naturalmente existe frio. Você nunca sentiu frio?
  • Não, professor, na verdade o frio não existe. De acordo com as leis da Física, o que nós denominamos frio é apenas a ausência do calor. E a escuridão existe, professor?
  • É óbvio que ela existe.
  • Não. Ela é apenas a ausência de luz. Nós podemos medir a luz, mas não a escuridão. O mal não existe, da mesma forma que o frio ou a escuridão. Deus não criou o mal. O mal é apenas o resultado daquilo que Deus ainda não tocou com sua presença.

video


OBS.: A palavra "berühren" possui, no alemão, uma infinidade de traduções possíveis. Possui o significado de tocar fisicamente, mas também de tocar no sentido emocional, de afetar, de entrar em relação relevante com. Assim, na tradução em negrito da última frase, a palavra "tocar" pode ter todas estas conotações.

domingo, 6 de dezembro de 2009

6 de dezembro

Papai faria hoje exatos 95 anos...

O meu Pai era um homem sábio...
Acima de tudo, foi um homem de muitos amores!
Amou a minha mãe com uma ternura que me enternece...
e a lembrança de sua alegria ao voltar da feira aos sábados...
"Olha Mariana que delícia esta melancia!!!"
Amou a todos e a cada um dos seus filhos...
Amou a vida e tinha um profundo sentimento de sua missão nela...
Amou a Deus acima de tudo e se encontra com Ele agora...

Só fica mesmo uma saudade enorme e uma dor na garganta,
que o tempo e a idade não conseguem diminuir.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

A balada que veio de Woodstock

Há 40 anos, numa fazenda no interior da Inglaterra, no meio de drogas e álcool, nascia o mito Joe Cocker. Com o grito angustiado por "a little help from my friends" John Robert Cocker trouxe sensibilidade angustiante a toda uma geração.

Consumido por drogas e pelo álcool, Joe aos 65 anos ainda emociona com uma música pungente. O branco que canta como um negro: com o mais profundo da alma.

E nada melhor para uma verdadeira Declaração de Amor do que a balada You are so beautiful.

You are so beautiful
You are so beautiful to me
You are so beautiful to me
Can't you see
You'r everything I hoped for
You'r everything I need
You are so beautiful to me

Such joy and happiness you bring
Such joy and happiness you bring
Like a dream
A guiding light that shines in the night
Heavens gift to me
You are so beautiful to me


Você é tão linda
Você é tão linda para mim
Não vê?
Você é tudo que eu esperava
Você é tudo que eu necessito
Você é tão linda para mim

Toda esta alegria e felicidade que você me traz
Como um sonho...
Uma luz de um farol que brilha na noite escura
Um presente dos Céus para mim
Você é tão linda para mim!

(Veja Link de vídeo nos títulos...)