quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Saudades de Rosseau


Tenho vaga lembrança de Rosseau.
Ele cuidava de mim quando criança.
Dormia ao lado de meu berço e latia para avisar
minha mãe e irmãs que eu havia acordado!
Foi meu primeiro cachorro!

Estou lendo Jean Jacques Rosseau, o filósofo francês que
deu nome ao meu cachorro. Uma de suas frases:

"O verdadeiro fundador da sociedade civil foi o primeiro que, tendo cercado um terreno, lembrou-se de dizer 'isto é meu' e encontrou pessoas suficientemente simples para acreditá-lo. Quantos crimes, guerras, assassínios, misérias e horrores não pouparia ao gênero humano aquele que, arrancando as estacas ou enchendo o fosso, tivesse gritado a seus semelhantes: 'Defendei-vos de ouvir esse impostor; estareis perdidos se esquecerdes que os frutos são de todos e que a terra não pertence a ninguém'"

Músico, filósofo, sociólogo e pedagogo, Rosseau foi um
precursor do ideário da Revolução Francesa.
A ele devemos o termo "igualdade" na trilogia conceitual que
norteou a frança e os Estados Unidos do século 18.

Ele disse que a igualdade só se tornaria uma realidade
com a universalização do acesso à educação.Mas não só.

Crítico ferrenho da pedagogia clássica, do aprendizado
pelo sofrimento, pela dor, do conteúdo descartável
sem conexão com a vida, foi também um crítico
do conhecimento tecnológico que não leva a
uma formação cívica e social, ao sentimento de sociedade.

Em sua concepção, a educação deveria formar o homem e não o técnico.
deveria formar o cidadão e não o intelectual.

No ano passado ultrapassamos a barreira dos 7 bilhões de seres humanos.
Na brilhante palestra de Hans Rosling, hoje são 2 bilhões na pobreza absoluta. Lutam por ter uma sandália. Não têm acesso a educação, têm muitos filhos.
Com isto, em 40 anos, em 2050, este grupo dobrará.
Se nada for feito, se nenhuma política global de combate à miséria for
feita, este grupo dobrará, teremos 4 bilhões de miseráveis, em uma população
de 9 bilhões.

Para  que não se inicie uma catástrofe, é necessário emprego e educação.

Tenho saudades de Rosseau, filósofo. 250 anos depois, Rosseau continua atual.
A educação é peça fundamental na transformação  da sociedade.
Mas ela, a educação, também precisa ser transformada!

Hans Rosling você encontra aqui.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Há sempre um Bojador a superar...


Poema português na parede do Piter Cafe. Imagem captada pelo meu amigo Sérgio Wagner de Souza, velejador e skipper, em sua passagem por Horta, Açores, Portugal. Me faz lembrar Fernando Pessoa:

" Mar Português

Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas foi nele que espelhou o céu."  
                                             Fernando Pessoa



 Eu e Waleska em encontro com Sérgio em Guarapari, 2011.

Para belíssimas fotos de suas travessuras, veja o blog:  
Metade de minha alma é feita de maresia

PS.:
Há sempre um Bojador em minha vida,
Nos últimos anos, superei inúmeros.
Como Gil Eanes, cruzo o Bojador,
Mas como Diogo Cão, acredito já ter cruzado o Cabo da Boa Esperança. Em vão!
Falsa quimera, somente Bartolomeu o vencerá...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Colisão em d=1

Entre os conceitos de Física Clássica mais importantes que são ensinados no ensino médio estão as leis de conservação. Construídas a partir de análise elementar de movimento, as leis de conservação de energia e momento estão entre os pilares de nossa compreensão do universo.
A Vídeo-animação acima simula o choque entre carrinhos de massa diferentes em um trilho sem atrito. Com as posições marcadas como em uma fotografia estroboscópica, é possível analisar os dados experimentais.
Este é um exemplo de vídeo-animação para atividade experimental em ambiente virtual. Estamos construindo agora em Python a interatividade como jogo educacional. Aguardem!

video

Obs.: Vídeo com resolução reduzida por causa de limite de banda.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Não apenas relâmpagos e trovões...

video

A violência e enorme energia associadas às descargas elétricas durante uma tempestade não produzem apenas relâmpagos e trovões! Flashes de Raios Gama de alta energia produzem anti-matéria!

A Nasa divulgou ontem que o Monitor de Explosões de raios Gama - o Observatório Telescópio Espacial Fermi instalado no espaço há três anos para estudar a origem do Universo, detetou produção natural de Anti-Matéria em tempestades na Terra.

Campos elétricos intensos na estratosféra sobre nuvens de tempestade criam uma avalanche de elétrons, com velocidade próximas à velocidade da luz, como em um acelerador de partículas. Os elétrons, ao serem defletidos por átomos com alta energia produzem raios gama que, ao passarem próximos ao núcleo atômico, produzem um par elétron-pósitron, seguindo a famosa equação de Einstein: E = mc2. O campo magnético da terra é muito pequeno (0,5 Gauss, 100.000 vezes menor do que o campo que era produzido em meu laboratório na UFMG). Mesmo assim, ele aprisiona os pósitrons e os elétrons em trajetórias helicoidais de raio da ordem de um metro ao redor das linhas de campo magnético da terra, como mostrado na simulação.

Em fins de 2010, nenhum grande evento de produção foi detetado no Brasil. Veja mapa abaixo.
Locais onde foi detetado eventos de produção de anti-matéria em 2010













Link:

Videos e animações: http://www.nasa.gov/mission_pages/GLAST/news/fermi-thunderstorms.html

Para onde foi a anti-matéria?: http://ulissesleitao.blogspot.com/2010/03/para-onde-foi-anti-materia.html